Uma operação de Bunkering propriamente dita envolve vários fatores a ter em conta.

O operador do navio deverá efetivamente estimar a quantidade de fuel necessária para abastecer. Ele nunca irá sair com mais combustível do que o necessário a não ser que seja mais barato que o do porto seguinte no seu percurso e que os fornecedores de bunkering seguintes não venham a afetar os seus ganhos no afretamento.

Por seu turno, o fornecedor deverá questionar sobre o navio e a sua carga de modo a assegurar que a sua oferta será prática. As melhores fontes desta informação são os agentes dos navios e os brokers.

 

Algumas medições deverão ser feitas antes da operação de abastecimento, tais como:

 

  • Determinação da Míngua (ULLAGE) que é a distância que vai do topo do reservatório à superfície do líquido;
  • Sondagem (Sounding) que é a profundidade do produto;
  • Altura de referência: Distância entre o fundo do tanque e a o topo do mesmo.

 

Com base nestes dados pode-se determinar a quantidade do produto contido no tanque do navio. Naturalmente que há necessidade de se usar as unidades com base na temperatura observada. (na Europa a temperatura de referência é de 15ºC).

 

Bombagem por Pipeline

A bombagem por pipeline exige que haja quantidades mínimas e que as conexões de Bunker deverão estar devidamente fixas. Muitas das vezes a mesma linha de Diesel é usada para fuel oil. As quantidades abastecidas são medidas por sondagem ou por uma régua flutuante.

 

Bombagem por Camião Cisterna

O tanque deverá estar tanto próximo do navio quanto possível. O limite realístico é de cerca de 200 metros. Tem normalmente uma régua flutuante que regista um bilhete de entrega; tem uma capacidade de descarga em cerca de 30 minutos. Em alguns portos é possível descarregar cerca de 1000 Toneladas métricas por Camião Cisterna a uma velocidade de cerca de 50 TM/hora

 

Bombagem de barco para barco

Esta forma de bunkering é normalmente realizada em alto mar. Em média os barcos suportam uma velocidade de bombagem de cerca de 100 TM/hora. Esta prática é muito frequente na atividade pesqueira, em que um navio de grande tonelagem vai à costa abastecer-se para posteriormente realimentar as pequenas embarcações no alto mar, isto para garantir que o processo de captura do pescado ocorra sem grandes interrupções.

 

É sempre importante antes da operação de Bunkering certificar:

 

  • O tipo e quantidade de fuel;
  • Verificar se há suficiente espaço no tanque;
  • Confirmar o método de comunicação;
  • Confirmar o método de interrupção da bombagem;
  • Assegurar que as ações de prevenção de poluição estão estabelecidas e preparadas.
  • Verificar as quantidades Iniciais. (Sounding Before Bunkering Operation)

 

Durante a realização da operação de Bunkering:

 

  • É preciso que esteja sempre pessoal no local (de entrega e do navio).
  • Acompanhar o nível de produto no tanque;
  • Assegurar que o produto está sendo coletado;
  • A velocidade de bombeamento poderá mudar repentinamente, pelo que nunca se deve assumir que a proporção é sempre constante.

 

Voltar